Linux
   Home  |  Notícias  |  Artigos  |  Dúvidas  |  Anuncie  | Comunidades |  Parceiros  |  Contato
Login
Facebook  Twitter
Login


Artigos - Outros

Publicado em 31/10/2011 11:36:37



root

Este artigo visa auxiliar na tarefa de transferir a pasta /home para uma outra partição deixando assim a partição do sistema isolada da partição dos perfis de usuários tornando mais prática a tarefa de manutenção atualização ou reinstalação do sistema sem


Montando o diretório /home em outra partição

 

Para um melhor entendimento e execução plena deste procedimento eu recomendo atender os seguintes pré-requisitos:

  • Ter noções de sistema de arquivos e referência a diretórios Linux/Unix (esse padrão de referências foi herdado do Unix);
  • Ter conhecimentos de formatação, caso a partição não esteja formatada;
  • Montagem de partições, caso a mesma não esteja montada;
  • Noções de manipulação do arquivo fstab;
  • Ter noções de identificação de dispositivos de disco e partições;
  • Utilização de máquinas virtuais para maior margem de segurança.

Introdução

Bom, com dados e arquivos dos usuários não se brinca, por isso é de suma importância deixá-los sempre preservados e livres de situações potenciais de risco. Desejamos sempre tratá-los da forma mais segura a prática possível, e um bom exemplo de segurança com praticidade detalharei nas próximas páginas. 

Recomendo realizar este procedimento num sistema virtualizado, no Virtualbox, por exemplo. Assim, se algo sair errado não acarretará mal funcionamento do sistema principal. 

DICA: Salve o estado da máquina antes de realizar o procedimento no sistema virtualizado. Assim é mais fácil voltar atrás e começar de novo, bastando para isso restaurar o estado salvo da máquina. Se a sua partição que receberá o diretório /home já estiver montada, e se você conseguir identificá-la, pule para o tópico "Copiando o conteúdo do diretório /home para a nova partição". Caso contrário siga os passos a seguir. 


 

Identificando a nova partição do diretório /home

É crucial sabermos qual partição será montado o diretório /home. Se os discos tiverem rótulo, fica mais fácil ainda a identificação do dispositivo de disco. As identificações de dispositivos físicos encontram-se no diretório /dev. Para identificar a partição execute o comando abaixo como root: 

# blkid 

A saída do comando é uma tela semelhante à imagem abaixo:

Linux: Montando o diretório /home em outra partição

Observe que na primeira coluna existe uma lista de partições. A segunda já dá uma certa luz, que indica o rótulo (LABEL) OU UUID, caso a partição não possua um rótulo. Tente identificar qual partição será montado o diretório /home. Se a partição tiver um rótulo será muito fácil. Eu recomendo uma certa experiência neste detalhe, para uma melhor identificação da partição. Pode-se também utilizar ferramentas de disco do seu ambiente desktop, como Gnome, KDE, xfce e outros. 

 

Montando a partição



Antes de inciarmos a cópia, temos que nos certificar que a partição que receberá o conteúdo do diretório /home esteja montada. Caso não esteja, monte essa unidade, de preferência em /media como root. 

mount -t <sistema de arquivos> /dev/<dispositivo de disco> /media/<diretório para montagem da partição> 

Copiando o conteúdo do diretório /home para a nova partição

Inicialmente criemos uma cópia do conteúdo do diretório /home, recursivamente entre pastas, subpastas e arquivos, mantendo as respectivas permissões. Utilizemos o velho comando 'cp' como root: 

# cp -p -r /home /* /<ponto de montagem de destino da nova partição> 

Onde o parâmetro -p preserva as permissões das respectivas pastas e o -r copia recursivamente pastas, subpastas e arquivos. Normalmente quando os sistemas montam as partições automaticamente, essas são montadas no diretório /media. 

Poderíamos mover o conteúdo com o comando 'mv', mas por segurança é bom termos uma cópia para poder voltarmos atrás caso algo saia errado.

Desvinculando o /home atual

Copiados os arquivos do diretório /home para a nova partição, temos que renomear o atual diretório /home para que não seja referenciado futuramente e não causar transtornos de referência ao diretório. No exemplo do comando abaixo eu renomeei para "home-bkp". Utilize o comando abaixo como root: 

# mv /home /home-bkp 

E então crie um novo diretório /home vazio: 

# mkdir /home 

 

Configurando o /etc/fstab

O sistema terá que montar o diretório /home na nova partição automaticamente durante o boot para que os usuários loguem normalmente. Para isto vamos editar o arquivo /etc/fstab. Abra-o como root em um editor de texto de sua preferência, como gedit, por exemplo: 

# gedit /etc/fstab 

Não entrarei em detalhes na manipulação do fstab, pois como citei nos pré-requisitos na primeira página, é importante que o usuário tenha uma certa experiência com a manipulação desse arquivo. 

Vamos acrescentar uma linha ao arquivo da seguinte forma:

  • Na coluna <file system> acrescente /dev/<partição desejada indicada no blkid>;
  • Na coluna <mount point> acrescente com /home, que é o diretório que será montada a partição;
  • Na coluna <type> acrescente com auto. Esta coluna indica o sistema de arquivos da partição. Preenchendo com a opção auto informa ao sistema para identificar automaticamente o sistema de arquivos (como ext2, ext3, ext4, riserfs e outros);
  • Na coluna <options> indique como defaults, que são as opções padrões de permissões;
  • Na coluna <dump> pode-se se acrescentar com 0 mesmo. Essa coluna indica se será feito backup periódico. O valor 0 indica que não será feito backup periódico;
  • Na coluna <pass> indique se deverá ser feito fsck periodicamente. Pode-se preencher com 0 também. No meu caso está com valor 2, o que indica que o fsck deverá ser executado periodicamente durante o boot. O valor 0 indica que o fsck não será executado.



Abaixo segue um exemplo na linha da configuração do meu diretório /home no meu fstab. Eu suprimi as informações intermediárias entre o título da coluna e a linha correspondente a montagem do meu /home: 

# <file system>    <mount point>     <type>        <options>    <dump>  <pass>
...
/dev/sda2           /home                 ext4          defaults        0             2

Testando a nova configuração e aplicando no sistema principal



Bom, é claro que para que sejam validadas as novas configurações, precisamos reiniciar o sistema. Reinicie então o sistema e observe as mensagens exibidas durante o boot. Se não indicar mensagens de erro, já é um bom sinal. Se o usuário conseguir logar-se normalmente é porque deu tudo certo. 

Caso algo saia errado, restaure o estado salvo da máquina anterior à configuração, se você o fez numa máquina virtual e salvou o estado, como recomendei. Se não, logue se como root, apague a linha do /etc/fstab referente a essa configuração, remova a pasta /home na antiga partição, renomeie a pasta /home-bkp para /home novamente, caso não queira insistir neste procedimento. 

Como eu disse no início deste artigo, é bom sempre testar antes na máquina virtual para não acarretar mal funcionamento do sistema. 

Bom, se você realizou todo procedimento em uma máquina virtual e ocorreu tudo bem, sem problemas, então é hora aplicá-lo ao sistema principal. Cuidado! Não copie simplesmente os valores retornados pelo sistema virtualizado para o seu sistema hospedeiro. Muitos valores variam de sistema para sistema. utilize as ferramentas citadas pelo artigo para buscar as informações específicas do seu sistema principal. Há uma grande possibilidade de os pontos de montagens, referência às partições, até o arquivo do fstab do sistema virtualizado serem diferentes do sistema principal. 

Tente também definir um rótulo na nova unidade que receberá o ponto de montagem /home antes de iniciar o procedimento, pois isso facilita muito a identificação da partição. 

Conclusão

É claro que manter os perfis dos usuários em uma partição diferente ainda sim não é 100% seguro, pois o HD não está livre de mal funcionamento ou outro fator externo que podem danificá-lo, portanto, nada substitui os backups periódicos em uma unidade externa. Separando o diretório /home em partição diferente, jumtamente com backups periódicos, proporciona uma boa margem de segurança na integridade dos dados dos usuários e possibilita mantê-los livres de perdas.

Fonte: http://www.vivaolinux.com.br/artigo/Montando-o-diretorio-home-em-outra-particao/


Seja o primeiro a fazer um comentario.




    Logar-se


Links Patrocinados

iCloudWeb - Otimizando Negócios

Impofácil

Bugroon Raízes

Untitled Document

 

Copyright © 2019 SoumaisLinux.com.br . Conteúdo distribuido sob licença GNU FDL